Wednesday, January 11, 2012



“Una vecchia leggenda indù racconta che vi fu un tempo in cui tutti gli uomini erano Dei. Essi però abusarono talmente della loro divinità, che Brahma - signore degli dei - decise di privarli del potere divino e di nasconderlo in un posto dove fosse impossibile trovarlo. Il grande problema fu quello di trovare un nascondiglio. Quando gli dei minori furono riuniti a consiglio per risolvere questo dilemma, essi proposero la cosa seguente: "seppelliamo la divinità dell'uomo nella Terra". Brahma tuttavia rispose: "No, non basta. Perché l'uomo scaverà e la ritroverà". Gli dei, allora, replicarono: "In tal caso, gettiamo la divinità nel più profondo degli Oceani". E di nuovo Brahma rispose: "No, perché prima o poi l'uomo esplorerà le cavità di tutti gli Oceani, e sicuramente un giorno la ritroverà e la riporterà in superficie". Gli dei minori conclusero allora: "Non sappiamo dove nasconderla, perché non sembra esistere - sulla terra o in mare – luogo alcuno che l'uomo non possa una volta raggiungere". E fu così che Brahma disse: "Ecco ciò che faremo della divinità dell'uomo: la nasconderemo nel suo io più profondo e segreto, perché è il solo posto dove non gli verrà mai in mente di cercarla".
A partire da quel tempo, conclude la leggenda, l'uomo ha compiuto il periplo della terra, ha esplorato, scalato montagne,scavato la terra e si è immerso nei mari alla ricerca di qualcosa che si trova dentro di lui.”


"Conta uma velha lenda hindu que outrora todos os homens eram deuses, mas abusaram de tal modo da sua natureza divina que Brama, o Senhor dos deuses, decidiu retirar-lhes esse poder divino e escondê-lo em lugar onde lhes fosse impossível encontrá-lo. O problema, contudo, era encontrar esse esconderijo.
Brama convocou, pois, todos os deuses menores a fim de resolver este problema, e a sugestão que eles lhe deram foi enterrar a divindade do homem bem no fundo da terra. Mas Brama respondeu-lhes que isso não seria suficiente pois o homem escavaria a terra e acabaria por reencontrar a sua natureza divina.
Então os deuses sugeriram que se atirasse para o fundo do mar a natureza divina do homem. E de novo Brama lhes respondeu que, mais tarde ou mais cedo, o homem exploraria as profundezas do mar e a recuperaria.
Os deuses menores já não sabiam que outros lugares poderiam existir, quer na terra quer no mar, onde o homem não conseguisse chegar um dia.
Então Brama disse: "Vamos fazer o seguinte com a natureza divina do homem: vamos encondê-la bem no fundo de si mesmo, pois será esse o único lugar onde o homem nunca a irá procurar."
E desde esse dia, segundo conta a lenda, o homem tem percorrido e explorado o mundo, subido às montanhas mais altas e descido às grandes profundezas da terra e do mar, sempre à procura do que está dentro de si próprio".

7 comments:

S Cfka Calapez said...

Muito bela a lenda. Afinal por mais kilometros que façamos numca, mas mesmo nunca, conseguimos fugir daquilo que trazemos dentro... Talvez a arqueologia da alma,o olharmos para dentro de nós próprios, seja tarefa homérica,é certamente muitas vezes dolorosa.Não duvido porém que o mundo seria um lugar bem mais habitável se todos tivessemos coragem para fazer essa viagem!

Zilda Pedro said...

La divinità dell'uomo, quel livello raggiunto in manera a non bisognare più cercare la felicità. La perfezione trovata nel posto più profondo e paradossalmente più facile d'essere raggiunto, acquistato soltanto con la introspezione, la pace, e principalmente con la conoscenza di se stesso. Lia Luft (Brasile) ha scrito che "...felicità rimeggia con semplicità".

Marcia Rezende said...

Bem, fomos realmente feitos à imagem e semelhança do próprio Deus! Coisa mais maravilhosa de se constatar! Beijo

Djanira said...

Sensacional a lenda, realmente nós somos um universo com frente e verso.

Bárbara Castro said...

Esta lenda é magnífica! O homem sempre procura o prazer de viver nas coisas que fazem parte do seu mundo exterior, enquanto que o seu interior vibra em alegria que está à espera de ser encontrada. Nosso maior tesouro somos nós mesmos, em almas divinas e eternas. Então, que tenhamos sabedoria para olhar dentro de si e descobrir o universo mais completo e perfeito;

Um beijo enorme, fica com Deus..
Você sempre com 'post' de se admirar, obrigada por dividir conosco um pouquinho do que toca fundo o seu coração.

Bárbara Castro;

Bárbara Castro said...

Com todo o Carinho e respeito à você, quero comunicar que, apesar de ser uma lenda, e este 'apesar' jamais a tornará menos valorizada. Mas qero dizer que, eu a publiquei no meu blog, pois esta é maravilhosa, assim como você!
Beijoos.

Anonymous said...

e quando non serve solo sapere dove guardare? cosa fare?